S.O.S. Rio Paiva apela ao Ministro ação urgente contra a poluição

S.O.S. Rio Paiva escreveu ao Ministro do Ambiente apelando a uma intervenção urgente em Castro Daire apara apurar a origem das descargas no Rio Paiva.

Praticamente todas as manhãs o rio fica coberto de espuma.

Em causa está a biodiversidade e a saúde pública das populações.

Associação reforça apelo para que o investimento no turismo seja acompanhado de investimento na eliminação de focos de poluição.

Descargas poluentes no Rio Paiva, Castro Daire em agosto de 2020.
Descargas poluentes no Rio Paiva (Castro Daire) em agosto de 2020

A associação S. O. S. Rio Paiva fez esta terça feira um apelo urgente ao Ministro do Ambiente para que seja investigada a origem de grandes descargas poluentes no Rio Paiva, no concelho de Castro Daire, que têm sido testemunhadas e denunciadas pela população local.

Segundo os relatos de moradores, as descargas ocorrem praticamente todos os dias de manhã, sendo visível bastante espuma no troço do rio entre Reriz e a Ponte de Cabaços.

A situação já foi denunciada noutros anos e repete-se neste mês de Agosto, colocando em risco não só a biodiversidade deste sítio da Rede Natura 2000, como a própria a saúde pública de milhares de pessoas que nesta altura do ano frequentam as águas do Rio Paiva.

A S.O.S. Rio Paiva espera que as autoridades nacionais atuem rapidamente apurando a origem e responsáveis por estas descargas criminosas e acionem os mecanismos legais para impedir futuros crimes desta natureza. A situação foi igualmente comunicada aos Presidentes das Câmaras Municipais de Castro Daire e de Arouca.

A associação desafia ainda o Ministério do Ambiente a verificar os locais onde são efetuadas as descargas das estações de tratamento de águas residuais (ETAR) para constatar que as mesmas não fazem um tratamento adequado dos esgotos, como se pode verificar no terreno, ao contrário do que indicam os relatórios e análises oficiais.

Há mais de 10 anos que esta organização denuncia descargas poluentes no Rio Paiva sem que sejam colocado um fim a estes crimes ambientais.

A S.O.S. Rio Paiva apela ainda aos munícipes que continuem a registar e denunciar estas descargas, sensibilizando os municípios ribeirinhos a investir na identificação e eliminação de focos de poluição a par dos milhões de euros que são gastos na promoção turística do Rio Paiva.

Numa altura em que o concelho de Arouca se prepara para inaugurar aquela que é considerada a “ponte suspensa mais alta do mundo”, é lamentável que o rio Paiva continue alvo de descargas deste nível, contaminando um sítio importante da Rede Natura 2000 e colocando em causa todo o investimento turístico efetuado nos últimos anos.

S.O.S. Rio Paiva, 26 de agosto de 2020.

  1 comment for “S.O.S. Rio Paiva apela ao Ministro ação urgente contra a poluição

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.