Projecto de Biointerpretação junto ao Rio Paiva em Sernancelhe

mapa rio paiva 2013_geral-01

Foi inaugurado no concelho de Sernancelhe o projecto de Biointerpretação da Rede Natura de Lamosa num investimento de cerca de 800.000 euros através de uma candidatura ao Quadro de Referência Estratégica Nacional (QREN), no âmbito da Gestão Activa de Espaços Protegidos e Classificados.

Este projecto desenvolvido nas margens do Rio Paiva, em zona classificada da Rede Natura 2000 tem por objectivo a divulgação dos valores naturais e das espécies protegidas.

Entre as várias intervenções, foi restaurado um exemplar único de um Moinho de vento que foi transformado em Centro Interpretativo “com painéis acompanhados de sonoplastia, em que se ouve o cantar dos pássaros e outros animais protegidos, entre os quais o mexilhão do rio, a toupeira de água ou o lagarto de água”, referiu à Agência Lusa o vereador das Obras e Ambiente da Câmara de Sernancelhe, Carlos Santos.

O projecto inclui ainda um percurso pedestre com 3,5 quilómetros de extensão, junto ao Rio Paiva, no qual se pode observar uma estação de biodiversidade composta por um conjunto de nove painéis com informação sobre a flora, insetos e borboletas que se conseguem observar ao longo das quatro estações do ano.

A pensar nos mais jovens a Escola Primária de Lamosa foi transformada num Centro Pedagógico com jogos didáticos sobre a fauna e flora.

O projecto de “Biointerpretação da Rede Natura de Lamosa contou com a colaboração do laboratório de Ecologia Aplicada da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD), que desenvolveu um livro guia sobre fauna e flora em três línguas (português, inglês e francês), bem como um DVD.

Artigos relacionados:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *