O Lobo, o Rio Paiva e as suas serras

No próximo sábado, dia 26 de Julho, a Bióloga Sara Roque (Grupo Lobo) vai falar sobre uma espécie rara, ainda existente nas Montanhas da Freita/Arada, Montemuro, Lapa e Leomil: o lobo ibérico. Uma iniciativa que vai decorrer a partir das 14:30 no Centro de Interpretação da Cultura Local de Castelo de Paiva, e que pretende salientar a importância da preservação da biodiversidade da região, em particular a importância do rio Paiva para o lobo, como um corredor de passagem/ligação entre estas serras, classificadas na Rede Natura 2000.

A iniciativa é gratuita e está integrada nas comemorações dos 15 anos do S.O.S. Rio Paiva. Os participantes na palestra poderão ainda visitar a exposição “S.O.S. Rio Paiva – 15 anos” que está patente até ao dia 27 de Julho no mesmo espaço.

No início do século XX, a subespécie Canis lupus signatus ocupava praticamente toda a Península Ibérica. Porém, tem-se vindo a registar uma redução quer da área de distribuição, quer do efectivo populacional deste canídeo.

Em Portugal, o desaparecimento do lobo, particularmente na faixa litoral, tornou-se evidente a partir de 1940. Com a diminuição drástica da área ocupada na década de 70, a situação da espécie agravou-se.

A população de lobos não se distribui de uma forma contínua em toda a sua área de distribuição, bem pelo contrário, esta é fragmentada com muitas zonas onde os lobos estão a desaparecer ou foram exterminados.

Fonte: Grupo Lobo, http://lobo.fc.ul.pt

palestra grupo lobo site

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.