Nova descarga no Rio Paiva da ETAR de Vila Nova de Paiva

Cenário pantanoso ainda antes da descarga
(17 de Agosto de 2011)
Conforme foi amplamente noticiado no passado dia 19 de Julho de 2009 o SOS Rio Paiva denunciou às autoridades uma grande descarga de esgotos no Rio Paiva, proveniente da ETAR – Estação de Tratamento de Águas Residuais – de Vila Nova de Paiva, (situada em frente ao hotel Mira Paiva). O caso foi do conhecimento de vários organismos nomeadamente o SEPNA-Gnr, ICNB, ARH-Norte, Inspecção-Geral do Ambiente, Ministério/Secretaria de Estado do Ambiente, entre outros…  por se tratar de um crime grave que colocava em causa um valioso património natural protegido por lei e classificado a nível Europeu (Rede Natura 2000), mas também a saúde pública das populações que utilizam o Paiva na época balnear.
Foram inclusivé recolhidas largas centenas de assinaturas por cidadãos da freguesia de Fráguas, num abaixo-assinado “Em defesa do Rio Paiva, contra a sua poluição” que foi enviado para várias entidades (Ass. Municipal, Governo Civil de Viseu, Ministério do Ambiente, etc.)

Com a tomada de posse do novo executivo da CM de Vila Nova de Paiva, o SOS Rio Paiva solicitou em finais de 2009 ao Presidente da Câmara esclarecimentos sobre as diligências tomadas para a resolução do problema e se a referida ETAR continuava ou não a efectuar descargas poluentes para o leito do Paiva.

Rio Paiva poluido em V. N. de Paiva – Agosto de 2011

A 9 de Dezembro de 2009 o autarca José Morgado Ribeiro responde referindo apenas que “as obras estão em decurso com vista à resolução do problema.”

2011: Continua a poluição com origem na ETAR de V. N. de Paiva
Dois anos passados, no dia 17 de Agosto de 2011, a Associação SOS Rio Paiva decidiu efectuar uma visita de rotina à ETAR de Vila Nova de Paiva, na margem direita do Rio Paiva, para verificar as condições de funcionamento daquela estação de tratamento.
Ás 17.15h e encontrámos o rio num estado lastimável, extremamente poluído, água baça, cheiros nauseabundos e nuvens de mosquitos. Ás 17.24h. quando já nos preparávamos para abandonar o local foi efectuada uma descarga de esgotos no rio a partir da ETAR que testemunhamos e registamos em fotografia e vídeo.De seguida o Presidente da Associação SOS Rio Paiva dirigiu-se à Câmara Municipal de Vila Nova de Paiva para informar o Presidente da Câmara local do sucedido e procurar explicações para tão grave ocorrência. O autarca mostrou-se surpreendido com o cenário descrito, afirmou desconhecer o problema, garantiu que a ETAR funciona correctamente e que as análises efectuadas a montante e jusante da ETAR “são boas”… acrescentou que ia averiguar o que classificou de “fenómeno”. Mais tarde, por insistência da nossa parte, acabou por admitir que as descargas podiam estar relacionadas com o fim de semana prolongado (que terá levado a uma falta de manutenção adequada) e ainda com o aumento populacional considerável nesta altura do ano em resultado da permanência no concelho de inúmeros emigrantes. 

 

Descarga da ETAR no Rio Paiva (17 de Agosto de 2011)

Convém acrescentar que a visita (em data e hora aleatória) à ETAR de Vila Nova de Paiva, resultou de uma série de testemunhos de habitantes locais à nossa associação de que aquela infra-estrutura continua a ser origem de frequentes descargas poluentes no Paiva.
Acrescente-se ainda que no passado dia 22 de Julho de 2011 o Presidente da Câmara de Arouca assumiu numa entrevista à rádio de Castelo de Paiva que a autarquia fez um levantamento das fontes de poluição do rio Paiva tendo concluído que “a maior fonte poluidora advém de um conjunto de ETAR’s do concelho de Castro Daire mas também de Vila Nova de Paiva”.

  • O “Rio mais limpo da Europa” continua a ver as suas águas cristalinas manchadas pelo “desenvolvimento”;
  • Milhares de pessoas continuam a usar o Paiva na época balnear;
  • A Associação SOS Rio Paiva continua a aguardar uma intervenção das autoridades para por fim às descargas poluidoras das ETAR de Castro Daire e Vila Nova de Paiva;
  • As Câmaras de Castro Daire e Vila Nova de Paiva vão investir mais de 1 milhão e seiscentos mil euros na construção de infra-estruturas de lazer nas margens do Paiva, em obras financiadas pelo Governo;
  • Milhares de euros estão a ser gastos em projectos de conservação no Paiva que neste cenário de poluição se tornam inúteis.
  • Dos 9 municípios do vale do Paiva só a Câmara de Arouca tem demonstrado publicamente preocupação na resolução do problema estando a agir em colaboração com o SOS Rio Paiva.

  1 comment for “Nova descarga no Rio Paiva da ETAR de Vila Nova de Paiva

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.