Detectada Pesca ilegal no Rio Paiva

Redes ilegais apreendidas no Paiva

Uma excelente notícia. Se tiver conhecimento de casos semelhantes pode contactar o numero de telefone 808 200 520 ou denunciar aqui: SOS AMBIENTE.

Notícia publicada em “Farol da nossa terra”:

Em 27 de Abril de 2011, pelas 18H30, o Núcleo de Protecção Ambiental, do Destacamento Territorial de Viseu, deslocou-se a Meã – Parada de Ester – Castro Daire, para uma acção de patrulhamento ao Rio Paiva, já que tem sido sujeito a diversos actos ilícitos, que vão destruindo o seu habitat e a qualidade da água.
Enquanto era patrulhada a margem esquerda do rio, foi avistado na outra margem, um indivíduo, de 53 anos de idade, de cócoras, que arremessava uma rede para a água, tendo executado este gesto por duas vezes, demonstrando claramente que se encontrava a pescar.
Ao abordá-lo, o indivíduo colocou-se em fuga, pelos terrenos contíguos ao Rio, na posse da dita rede, conhecida vulgarmente por Tarrafa. Um dos elementos do SEPNA foi no seu encalço, atravessando para a outra margem, onde foi encontrar o arguido a colocar uma saca contendo a rede, junto do banco do tractor agrícola.
Assim que se apercebeu da presença das autoridades, encetou nova fuga, desta vez em direcção ao Rio, contudo acabou por ser interceptado. O arguido acabou por confessar que se encontrava a exercer a actividade da pesca, com o arremesso da malha de rede para a água, procurando atingir o cardume, até este ficar aprisionado.
Em comunicado à imprensa, o Comando Territorial de Viseu dá conta que, com a sua conduta, o arguido cometeu um crime de previsto no Decreto-Lei n.º 44623/62, de 10 Outubro, com as alterações da Lei n.º 30/2006 de 11 de Junho, face a estes factos, foi o arguido, detido, tendo sido libertado em 27ABR11, e notificado para comparecer em 281000ABR11 no Tribunal Judicial da Comarca de Castro Daire, tendo baixado a inquérito, mantendo a medida de coação de T.I.R.
Refere ainda que este curso de água desde a Nascente à Ponte de Alvarenga, freguesia de Alvarenga, concelho de Arouca é classificado, no âmbito da Portaria n.º 251/2000, de 11 de Maio, como um Curso de Água de Águas Salmonídeas, podendo ser pescado legalmente trutas, por métodos autorizados.
SOS Rio Paiva

  4 comments for “Detectada Pesca ilegal no Rio Paiva

  1. Anonymous
    2 Maio, 2011 at 19:25

    è com revolta que leio esta noticia!
    Como é possivel prenderem alguem que pesca uns peixes, para ele próprio consumir, e fá-lo como sempre foi tradição faze-lo. Muitas vezes estes peixes mataram a fome ás populaçoes desta terra, e ainda agora serve como unica refeiçao de pessoas mais carenciadas.
    E como é possivel que se permita que poluam este rio e lhe façam danos nos seus ecocistemas muito mais destrutivos que o simples facto de pescar uns peixes.
    Deveriam tambem responsabilizar os pescadores de cana, que destroem os mesmos locais onde os peixes desovam, para ai retirar os iscos para a propria actividade de pescar. Para já nem falar que a lei lhes permitem pescar á cana os mesmos peixes que este senhor pecava, permitindo mesmo pescar bogas na época em que estas desovam!
    Esta vergonhosa perseguição apenas leva a que as populaçoes não tenham os cuidados de preservar estas espécies mas sim acabar com elas para que se acabe com a injustiça de uns poderem fazer aquilo que impedem ás pessoas a quem o rio pertence.
    Isto levará a que se queira cabar com todas as especies no rio.
    Que se queira acabar com todas as trutas, e assim acabar com os banquetes dos senhores doutores ricos!
    Por fim digo que fica mal a este grupo de defesa do Paiva, ficarem felizes por noticias como estas, pois esta-se a por em causa a propria defesa do rio!

    Eu defendo que se deve permitir que se mantenham as tradições locais!

    Se não nos permitirem, devermos impedir que os senhores doutores possam fazer aquilo que nos impedem!

    Furemos todos os pneus dos carros desses doutores por cá aparecerem!

    Foremos tambem os dos jeeps desses guardas fascistas!

  2. 3 Maio, 2011 at 10:58

    1. A Associação SOS Rio Paiva não “fica feliz” com a detenção de ninguém, apenas saúda a intervenção das autoridades na defesa de um rio que como toda a gente sabe tem sofrido com o desaparecimento progressivo da sua população piscícola.

    2. Comentários “Anónimos” e que contenham linguagem imprópria podem ser excluídos como é referido na caixa de comentários.

  3. Mário
    1 Junho, 2011 at 16:59

    Sou ecólogo, no entanto concordo com o cometário anónimo e não percebo onde existe linguagem imprópria o seu post. Os rios, nas condições socioeconómicas vigentes, são o sustento de muita gente. Embora seja património colectivo, deter alguém por pescar para comer??? (se assim for o caso)
    Não faz sentido!

    Estes assuntos devem ser tratados com extrema sensibilidade para evitar, como foi dito, conflitos de interesses entre populações e os seus meios naturais. Se fosse apanhado a vender, ai, o caso seria diferente. Pedir a algumas pessoas para ter licensas e pagar anuidades pode ser descabido.

    De qualquer forma, continuação de bom trabalho!

  4. LUIS ANJOS
    28 Fevereiro, 2013 at 19:58

    como pescador deste rio passo horas a pesca nele a linha como o meu pai fez e meus avos e tenho pena que cada vez mais nao se veja peixes em abundancia so se houve falar de barbos com cinco kilos trutas de metro e meio mas em 20 anos de pesca nem velos ocasionalmente um bom exemplar de truta arco iris se vai apanhando.
    nao acham que pescar a rede neste rio nao e crime vao por essas aldeias rio abaixo e procurem arcas frigorificas cheia dele nao pensen que os senhores da rede pescam para comer pescam para vender disso vos posso asegurar . pensem em proteger o rio nao pensem so no dinheiro
    abraço a todos em especial quem pensa que o RIO Paiva E DE TODOS NAO DE ALGUNS

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.