Despoluição JÁ!

Desde 2008 que o SOS Rio Paiva defende a erradicação dos focos de poluição do Paiva como uma prioridade urgente:
(…) Até que estas medidas de conservação sejam aplicadas, apelamos ao Governo Português que inviabilize todos os projectos de âmbito turístico e industrial para o vale do Paiva (Hoteis, Pousadas, Indústrias Agro-Pecuárias, Açudes, Barragens, Mini-Hídricas, etc…), uma vez que actualmente a pressão exercida pelo homem neste frágil ecossistema é já bastante grande.
Esta pressão reflete-se na qualidade da água do Paiva, que ainda há pouco tempo era considerado o rio mais limpo da Europa, mas que nos últimos anos se tem vindo a degradar, ao ponto de no Verão algumas praias fluviais estarem interditas a banhos.
Apelamos ainda à sensibilidade das Autarquias Locais e à sua importância na defesa/preservação do vale do Paiva como S.I.C. da Rede Natura 2000 (…) – Manifesto SOS Rio Paiva Maio de 2008

Em 2009 denunciamos as descargas de esgotos no rio provenientes da ETAR de Vila Nova de Paiva que transformaram a praia fluvial de Fráguas a pior do país em termos de qualidade da água.
Apelamos a todos! Governo, Ministério do Ambiente, Secretários de Estado, ICNB, CCDR-N, SEPNA-GNR e às próprias autarquias do vale do Paiva.
O problema nunca foi assumido nem encarado com a urgência e seriedade que se impunha.
Insistimos e recolhemos novos e preocupantes indícios de poluição graças ao apoio das gentes do Paiva que amam o seu rio e não suportam vê-lo adoecer lentamente, alvo de múltiplos atentados graves e criminosos.
Finalmente em 2011 a Inspecção-Geral do Ambiente reconheceu o deficiente funcionamento da ETAR de Castro Daire graças a uma denúncia da Associação SOS Rio Paiva fundamentada com imagens da degradação daquela infra-estrutura e da poluição das águas do Paiva no local onde é efectuada a descarga.
A notícia quebrou o silêncio sobre esta questão e depois da Câmara de Castro Daire ter negado a informação acabou por admitir timidamente a existência de alguns problemas naquela infra-estrutura, o vizinho Presidente da Câmara de Arouca assumiu o mau funcionamento e as péssimas condições da maioria das 17 ETAR que no concelho de Castro Daire estão a drenar para o rio Paiva.
Artur Neves, numa entrevista a 22 de Julho de 2011 à Rádio Paivense (Castelo de Paiva) referiu:
Temos um levantamento a montante (de Arouca) das fontes de poluição e de facto já há uns tempos para cá que tínhamos chegado à conclusão que na verdade a maior fonte poluidora advém de um conjunto de ETAR’s do concelho de Castro Daire, mas também de Vila Nova de Paiva, mas em particular de Castro Daire… são qualquer coisa como 17 ETAR’s que drenam para o rio Paiva, algumas delas claramente sem condições de tratamento decente ou devido, e daí que, sempre que chove, o rio Paiva recebe o esgoto sem qualquer tratamento. Porque? Porque afluem para as ETAR’s grandes quantidades de águas pluviais não dando tempo à ETAR de proceder ao tratamento.
Artur Neves. Fonte: www.cm-arouca.pt
Em coerência com o que acreditamos ser o melhor caminho para preservarmos o principal recurso natural da nossa região, em Maio de 2010 a Associação SOS Rio Paiva pronunciou-se contra o investimento turístico de mais de 2 milhões de euros nas margens do Paiva, que além de ser preocupante do ponto de vista da preservação de habitats, não faz na nossa opinião qualquer sentido enquanto o rio estiver poluído. Artur Neves admite que este projecto turístico está em risco: 
É um problema grave! Um problema que nos preocupa e que efectivamente coloca em causa um conjunto de investimentos de grande envergadura que temos pensado e delineado para o rio. Evidentemente que se o rio não tiver a prevenção devida no que respeita às fontes poluidoras é obvio que esses projectos são postos em causa.

O autarca de Arouca ainda acrescentou:
Não pode haver laxismo perante situações permanentes e quem tem que resolver não pode enterrar a cabeça na areia e pensa que não há nada a fazer e não se faz nada… Não! Tem que se fazer…

Entrevista completa: http://youtu.be/Pq1hmDOepUc

Independentemente de tudo o que possa ser dito, somos uma Associação de Defesa e não contra quem quer que seja.
O Rio Paiva está doente… e o que exigimos é que seja tratado !
SOS Rio Paiva

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.