Cidadãos e autoridades investigam descargas no Paivô

O Paivô após a última descarga (20 de Março de 2016)

O Paivô após a última descarga (20 de Março de 2016) Foto: Maria Andrade

Vários cidadãos do vale do Paiva têm testemunhado e denunciado a existência de descargas poluentes pontuais no Rio Paivô (afluente do Rio Paiva). A última descarga terá acontecido no passado dia 20 de Março, deixando o rio com uma coloração baça e esverdeada, notando-se ainda um cheiro a esgoto junto ao leito do curso de água. As descargas neste importante afluente do Paiva têm acontecido com alguma frequência nos últimos meses, principalmente em altura de chuvas.
A Associação S.O.S. Rio Paiva, perante as denúncias apresentadas por cidadãos preocupados com este atentado ambiental, decidiu informar as Câmaras Municipais de Arouca e S. Pedro do Sul do sucedido, apresentando ainda uma denúncia junto dos Serviços de Protecção da Natureza da GNR que já está a investigar o problema.

A S.O.S. Rio Paiva lamenta que os nossos rios continuem a ser utilizados para práticas criminosas que colocam em risco a saúde pública e a biodiversidade numa zona classificada e protegida a nível europeu, e salienta o papel activo das populações locais na denúncia destes casos, agradecendo o empenho das autoridades e de quem valoriza e defende um património que a todos pertence.

Aguarda-se que as entidades possam investigar e identificar a origem destas descargas, e responsabilizar os autores das mesmas.

Apelamos ainda à denúncia de situações deste género para os respectivos Comandos Territoriais da GNR (Distrito de Aveiro: tel. 256 600 740; Distrito de Viseu: tel. 232 467 969)

 

Artigos relacionados:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *